Setembro Amarelo

16:32

"Setembro Amarelo é uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio, com o objetivo direto de alertar a população a respeito da realidade do suicídio no Brasil e no mundo e suas formas de prevenção. Ocorre no mês de setembro, desde 2014, por meio de identificação de locais públicos e particulares com a cor amarela e ampla divulgação de informações."

Toda campanha tem uma grande história por trás e com essa não seria diferente. Mas o problema maior é a repercussão diferente que ela resolveu ter esse ano e eu queria muito falar um pouco sobre isso.

Suicídio é algo que tem uma polêmica enorme na sociedade e envolve, principalmente, uma parte religiosa a qual não é interessante estar nesse texto. Creio eu que para uma pessoa conseguir tirar a própria vida a situação realmente está de um jeito insuportável. Eu e nem ninguém poderia dar opinião sobre uma pessoa que se matou. Não estávamos em sua mente e muito menos poderíamos saber o que ela estava passando. Cada um sente a sua dor e ninguém pode julgá-la, afinal, ninguém está sentindo ela.

Muitas pessoas em suas redes sociais, ao compartilhar sobre a campanha, estão dizendo que estão livres para ouvir "desabafos" e que podem ajudar a pessoa a sair dessa. Eu preciso confessar que a primeira coisa que eu pensei quando vi as postagens foi fazer a mesma coisa, pois eu ia me sentir muito bem poupando a vida de alguém com uma conversa. O problema todo é: a intenção da campanha não é essa.

Antes de tudo, a campanha é contra a prevenção. É muito difícil alguém chegar para você e dizer "eu estou pensando em me suicidar.". Muito dos casos ninguém desconfia, pois a pessoa faz de tudo para esconder. A ideia não é salvar uma pessoa que está pensando em se suicidar amanhã. Existem muitas coisas que devem ser feitas ao perceber alguém com problemas. A ideia do suicídio não aparece do dia para a noite. Precisa haver um motivo. E se não houver, provavelmente, a pessoa tem algum problema psiquiátrico que deve ser urgentemente tratado.

A intenção de prever é justamente essa. A ideia da campanha é o desabafo, mas não da ideia do suicídio e sim dos problemas. Porém, esse desabafo deve ser feito com profissionais. Se você não está devidamente preparado para ouvir problemas, certamente, você não deve oferecer conselhos. São situações pesadas, muitas vezes, e quem sabe se você está pronto para ouvir isso? Um psicólogo/psiquiatra está pronto para ouvir "qualquer coisa". Ele vai saber ser imparcial. Vai saber a hora certa de falar, de escutar e mais importante: o que fazer.

É muito importante dar apoio à pessoa que está passando por grandes dificuldades e tentar ao máximo perceber qualquer sinal do desejo de suicídio, mas quando você se diz aberto para desabafos com pessoas nessa situação, você passa a lidar com um problema muito maior que passa a ser seu. Você passa a ter uma grande responsabilidade e acaba criando um vínculo imediato com a pessoa. É preciso estar muito preparado psicologicamente para lidar com algo assim.

Eu não quero dizer a você, que está lendo isso aqui, para não fazer nada. Na verdade, eu nem estou lhe dizendo o que fazer, apenas expondo uma opinião depois de muito pesquisar sobre o assunto. Você deve fazer algo sim. E o mais certo, caso essas pessoas venham falar com vocês, é, antes de tudo, alertar a família. Você pode ajudar também procurando profissionais da área que podem lidar com essa situação de forma consciente. 

Nós agimos muito pela emoção e nem sempre isso é correto. Se você é uma das pessoas que queria fazer de tudo para ajudar, saiba que eu lhe entendo. Dá essa vontade mesmo, não é? De sair por aí tentando mudar o mundo. Mas essa luta não é nossa por inteiro e o que podemos fazer é exatamente isso. Eu sou bem sincera: não estou preparada para ouvir alguém dizendo que quer se matar. Eu não saberia o que fazer. Qualquer coisa que eu dissesse seria muito estúpida. "Tudo vai ficar bem" e "Não faça isso, sua família e amigos te amam" seriam frases frustantes para quem as escutasse. 

Por último, peço aos que chegaram até o fim do texto que não lembrem da questão do suicídio com bons olhos apenas em setembro. Fique do lado daqueles que você ama e daqueles que você percebe que precisam de ajuda. Basta você estar perto para perceber qualquer mudança e tentar fazer algo antes que algo aconteça. Obrigada por lerem. De verdade. Qualquer duvida entrem no site clicando aqui onde você pode ter mais informações sobre a campanha e muitos relatos. 

You Might Also Like

1 comentários

  1. Setembro amarelo é uma campanha linda!
    beijos
    http://daniellaalessandra.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Like us on Facebook

Flickr Images

Subscribe